Bruno Boldrin participou do programa "Gente do MPD que Fala" e debateu sobre corrupção na área da saúde

Fonte: DOC Press - Assessoria de Imprensa
23/11/2018

O diretor executivo da ABRAIDI, Bruno Boldrin, participou do programa “Gente do MPD Que Fala”, em 22 de novembro. Ele comentou que, apesar das denúncias que precisam ser apuradas, vê a indicação do deputado federal Luiz Henrique Mandetta para ministro da Saúde de forma positiva, pois a nomeação atenderá requisitos mais técnicos da área e não apenas políticos. “Mandetta tem boa capacidade de interlocução política e deverá ter grande respaldo do Congresso, além disso, por ser médico, terá proximidade com as Santas Casas e hospitais, o que trará benefícios à área da saúde que, atualmente enfrenta desafios enormes nas questões estruturais”, opinou o diretor executivo.

img-noticia

Boldrin ainda falou sobre um estudo que aponta o Ministério da Saúde como um dos mais suscetíveis à corrupção, o que enfatiza a necessidade de uma boa gestão no setor. “Em 2015 a ABRAIDI criou o Instituto Ética Saúde e, desde então, temos trabalhado firme para disseminar a prática do compliance em toda a cadeia da saúde e tentar minimizar casos de fraudes no país, que desperdiça em torno de 200 bilhões de reais por ano com corrupção, dinheiro que faz muita falta”, finalizou Bruno.

Além do diretor executivo da ABRAIDI, participaram desta edição do programa, o Procurador de Justiça e presidente do Movimento do Ministério Público Democrático – MPD, Ricardo Prado, o Procurador do Município de São Paulo e ex-presidente da Associação Nacional de Procuradores Municipais, Carlos Mourão, e o cientista político, advogado e líder do Movimento Transparência Partidária, Marcelo Issa.

 

Galeria de Fotos


Voltar
 
 
NEWSLETTER
 
NOTÍCIAS