ABRAIDI promoveu Webinar inédito que discutiu o “Além da Pandemia”

ABRAIDI promoveu Webinar inédito que discutiu o “Além da Pandemia”

ABRAIDI promoveu Webinar inédito que discutiu o “Além da Pandemia”
  • Enquete promovida durante evento revelou que 44% dos participantes acreditam que o setor de saúde irá superar a crise entre 4 e 6 meses

  • A ABRAIDI realizou, em 19 de maio, o Webinar ‘Além da Pandemia’ onde debateu o que esperar do setor de importação e distribuição de produtos para a saúde após a Covid-19 e como traçar alternativas e estratégias para vencer a crise. Cerca de 200 executivos representantes de empresas no Brasil inteiro participaram e formularam perguntas aos debatedores. Foi um recorde de participação que superou, inclusive, o primeiro Webinar realizado pela ABRAIDI em março passado.  

  • A entidade ainda fez uma breve pesquisa com os participantes, onde questionou em quanto tempo os executivos acreditam que o seu setor e/ou sua empresa atravessarão a crise? Para a maioria (44%) será de 4 a 6 meses; 32% afirmaram de 7 meses a 1 ano; 15% mais de um ano; 9% de 1 a 3 meses e 1% mais de 5 anos. Outra pergunta, com a possibilidade de múltiplas respostas, foi: quais as medidas mais efetivas para o controle da crise foram adotadas? 76% apontaram a revisão de estrutura e corte de custos; outros 76% fizeram renegociação de contratos com clientes e fornecedores; 24% redimensionaram equipes; 20% ampliaram ou reduziram portfólio de produtos e 14% reforçaram a equipe de vendas.

  • O encontro foi aberto pelo presidente da ABRAIDI, Sérgio Rocha, que afirmou ser a maior crise enfrentada pelo país e pela humanidade, sem receitas ou mágicas pré-formuladas. “A partir de setembro ou outubro, as coisas devem retomar com uma demanda reprimida”, espera. “Porém, iremos enfrentar uma situação de inadimplência significativa, onde o diálogo terá que ser muito franco com os clientes”, completou Rocha.

  • A primeira palestra foi do presidente do Grupo Implamed, com sede em São Paulo, Eduardo Simões, que relatou as medidas imediatas adotadas pela empresa no enfrentamento do coronavírus. “Criamos um comitê de crise, com os principais colaboradores e passamos a nos reunir todos os dias. Não é hora de decisões solitárias”, afirmou. Eduardo Simões lembrou que as cirurgias caíram e a companhia está com apenas 23% da demanda que tinha no passado, atendendo praticamente as emergências. Mas afirmou ser otimista e questionou: “será que o Covid só traz coisas negativas? Nós temos uma oportunidade de ouro de rever os processos nas empresas e essa pandemia nos traz muitas lições”, refletiu.

  • O segundo a falar foi o diretor comercial da Biosaúde, que fornece DMIs para 60% dos estados brasileiros e atua fortemente na região norte, André Reis. Ele afirmou também que adotou medidas emergenciais para contingência da crise e estabeleceu três fases: as de respostas urgentes, a de recuperação e a terceira que será a de sustentação. “Implantamos uma comunicação imediata com a máxima transparência com colaboradores e parceiros e trabalhamos intensamente na gestão de pessoas, com monitoramento e assistência aos colaboradores adoentados. Estabelecemos condições de trabalho mais flexíveis com mudanças sanitárias internas”, relatou. André Reis disse que reavaliou as tecnologias e os meios digitais que facilitassem o acesso remoto, com novos padrões e novas ferramentas mais eficazes.

  • A terceira palestra foi de Ronaldo Sampaio da Duder que também é diretor do Conselho de Administração da ABRAIDI. Ronaldo Sampaio contou que igualmente os demais palestrantes, implantou um comitê de crise e programou a redução da carga horária e de salários dos funcionários, porém sem a necessidade de demissões. O executivo informou que ampliou a conexão com os fornecedores. “Na Bahia já enfrentávamos um problema de inadimplência com os hospitais, agravado com o Covid. Perdemos 70% da nossa receita e tivemos que absorver ainda o impacto da alta do dólar e reavaliar muita coisa”, revelou o executivo.
  • O presidente da ABRAIDI, Sérgio Rocha, encerrou o evento convidando os associados para o lançamento da 3ª edição do estudo “O Ciclo de Fornecimento de Produtos para Saúde no Brasil”, que será online, em 24 de junho, com debate sobre os temas abordados no documento.

    O vídeo na íntegra do WEBINAR ABRAIDI, está disponível no Youtube:  
    https://youtu.be/ASJWVuWWWTY 

Fonte: Assessoria de Imprensa DocPress

Galeria de Fotos
Voltar