ABRAIDI participa de reunião com Diretor-Presidente da ANAC e apresenta problemas dos associados

ABRAIDI participa de reunião com Diretor-Presidente da ANAC e apresenta problemas dos associados

ABRAIDI participa de reunião com Diretor-Presidente da ANAC e apresenta problemas dos associados
  • No dia 08 de abril a ABRAIDI participou, junto com outras entidades do setor de saúde, de uma reunião virtual com o Sr. Juliano Noman, Diretor-Presidente Substituto da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, com o objetivo de apresentar a situação dos fornecedores quanto ao transporte aéreo de produtos para saúde, tanto nacional quanto internacionalmente.
  • Os principais problemas apontados pela ABRAIDI durante a reunião foram:

  • - Redução drástica da frequência de voos tanto domésticos quanto internacionais, o que tem gerado grande dificuldade de entrega de produtos e insumos essenciais ao combate da Covid-19, principalmente devido a cancelamentos de última hora e redução dos espaços disponíveis para embarque de cargas;
  • - Esta redução de oferta no transporte de cargas fez com que o preço do frete nacional e internacional disparasse a níveis considerados abusivos;
  • - A redução dos voos fez com que determinadas localidades no Brasil tenha apenas 1 (um) voo semanal, o que pode atrasar o envio ou chegada de produtos e equipamentos vitais para o enfrentamento da Covid-19;
  • - A insegurança dos importadores e transportadores de realizarem escalas em países que estão confiscando produtos e materiais (como os EUA e a Europa, por exemplo), o que tem feito que mercadorias fiquem presas em alguns lugares ou tenha seu tempo de entrega aumentado.

  • As principais medidas adotadas pela ANAC foram:

  • - O estabelecimento de uma “malha aérea essencial”, em acordo com as companhias aéreas. Clique aqui para ver documento
  • - A ANAC habilitou temporariamente as empresas de táxi aéreo para transportar cargas e outros produtos. Isso pode auxiliar empresas a encontrar transporte mais fácil para suas cargas. Clique aqui para ver planilha anexa.
  • - A ANAC sugeriu que as empresas com produtos essenciais podem recorrer às aeronaves dos governos estaduais e forças militares como alternativa.
  • - A ANAC irá reforçar os protocolos para que os produtos para o enfrentamento da Covid-19 sejam priorizados pelas companhias transportadoras.
  • - A ANAC irá reforçar a interlocução no grupo de crise do Ministério da Saúde, juntamente com as entidades do setor de saúde.

  • As informações sobre as cidades atendidas pela malha aérea essencial, quando as empresas de táxi aéreo habilitadas para o transporte de cargas estão no documento.
  • Continuaremos em contato com as autoridades governamentais e, caso os associados tenham problemas de logística ou outras dúvidas, favor enviar informações para o email lucas@abraidi.com.br.

Fonte: ABRAIDI

Galeria de Fotos
Voltar